Menú Atrás Adiante Índice

 

EVENTOS MOTORES PAROXÍSTICOS NORMALES

Mioclonia neonatal benigna do sono
A mioclonia neonatal benigna do sono somente pode ser diagnosticado em recem-nascidos a termo e neurologicamente normais. O diagnóstico requer um história precisa ou a observação dos movimientos repetido dos membros que ocorrem somente durante o sono (pressione o botão sobre a tela) e para á despertar. A mioclonia pode durar desde poco segundos a 90 minutos. Os movimientos podem sentir-se quando a extremidade é sostenido (pressione o botão sobre a tela). A mioclonia neonatal benigna do sono pode ser ativada e pode ser exacerbada pelo ruído, a balançar, e as benzodiazepinas. Balançar é especialmente eficaz em provocar uma crise (pressione o botão sobre a tela). O tratamento com benzodiazepinas para parar a mioclonia pode producir uma mioclonia recurrente que pode ser erroneamente diagnosticada como estado de mal epiléptico. A mioclonia neonatal benigna do sono não é associada a crise epiléptica electroencefalográfica. A freqüência cardíaca pode aumentar de 10% a 30% durante alguns eventos. Os achados interictais no EEG são normais. A mioclonia neonatal benigna do sono pode ocorrir durante todo o estágio do sono mais é mais freqüente durante o sono lento. O mecanismo do mioclonia neonatal benigna do sono é desconhecido. Uma immaturidad ou desequilíbrio do sistema serotonergico foram postulados. Em a maioria de casos não há nenhum história famíliar de mioclonia neonatal benigna do sono. A mioclonia neonatal benigna do sono geralmente desaparece antes de 6 meses da idade e não deve ser tratada. A mioclonia neonatal benigna do sono não é associado com o deficit neurologico subseqüente.

 

Menú Atrás Adiante Índice
Dadust-Roy, 1992 Alfonso, 1995 Reggin, 1989 Daust-Roy, 1992 EEG normal en neonatos a término Resnick, 1986