Menú Atrás Adiante Índice

 

As calcificações periventriculares não são patognomónicas do VCM. Estas ocorrem porque o vírus tem uma predileção pela malha da matriz germinal, causando necrose do epéndimo. Os enganos de migração se diagnosticam melhor com a RM. O diagnóstico estabelece-se: (1) detectando o DNA do VCM na urina por reação em cadeia da polimerasa, (2) pelo achado da IgM específica para o VCM ou (3) pela presença de placentitis na avaliação patológica. Em tudo recém-nascido com suspeita de exposição ao CMV, devem-se realizar potenciais evocados auditivos do caule cerebral. A perda da audição neurosensorial (está acostumado a ser progressiva) e talvez seja a só manifestação de infecção congênita pelo VCM.
O ganciclovir se usa para tratar esta infecção, mas não consegue trocar as seqüelas neurológicas, pois o maior dano se fez antes do nascimento. O antiviral consegue evitar a progressão da perda de audição neurosensorial.

Toxoplasmose
O Toxoplasma gondii é o parasita protozoário que causa a toxoplasmosis congênita, ao cruzar a placenta no último trimestre do gravidez; entretanto, as manifestações do sistema nervoso central e as oculares som mais freqüentes em fetos infectados durante o primeiro trimestre. A toxoplasmosis produz, quase com a mesma freqüência, microcefalia e macrocefalia, esta última devida a hidrocefalia por estenose acueductal. Além disso, observa-se uma variedade de processos patológicos como convulsões, calcificações parenquimatosas e periventriculares (Figura 278.1), porencefalia e hidranencefalia, coriorretinitis (que é bilateral e compromete a mácula) e pleocitosis em líquido cefalorraquídeo.

Figura 278.1.— TC cerebral em recém-nascido com toxoplasmosis que mostra muitas calcificações intraparenquimatosas e periventriculares.

A corioretinite está presente na maioria dos neonatos com infecção do sistema nervoso central (Figura 278.2). A corioretinite é geralmente bilateral e envolve a região macular. A hepatomegalia, a hyperbilirubinemia, e a anemia são manifestações sistêmicas da toxoplasmose congênita.

Figura 278.2.— Lesão típica da coriorretinitis por toxoplasma..

 

Menú Atrás Adiante Índice
Ross, 1977 Volpe, 1995 calcification Para animación click sobre la figura. Para identificar una estructura en B coloque el ratón sobre ella; no haga clic; no todas las estructuras se iluminan.